quinta-feira, 12 de junho de 2014



Tentava lembrar-me de como tudo começou, de como a vida nos cruzara naquela combustão de segundo e de como nos havia ligado assim, assim sem saber como explicar, assim, assim, assim... ou assim como quem tem medo de dizer, porque sabe, mas simplesmente tem medo de o dizer e então fica-se pelos silêncios pensados.

Na inutilidade do esforço, as lembranças vão parando em momentos, em fracções de segundo, em palavras sussurradas, num esgar teu, no teu cheiro que sinto todos os dias na t-shirt que deixaste esquecida, segundo dizes, mas sei bem que é propositado.

E volto aquela foda de joelhos. Aquela em que te pões de costas para mim, com o rabo empinado, a menear, a dançar à minha frente. As mãos a agarrarem-te a cintura, o meu corpo a bater contra o teu, e a entrar em ti sucessivamente, repetidamente. Apanhar-te o cabelo que já está colado na cara pela transpiração, puxar-te a cabeça para trás, cortar-te a respiração, abafar-te os gemidos, e entrar em ti bem fundo até sentir as tuas pernas a tremer...

E enquanto a vontade engorda, a alma mirra e quase entristece. Tenho saudades tuas. 

Caralho pah, tinha intenção de meter aqui uma coisa assim, assim, assim, como vocês sabem, mas que eu não consigo dizer, e ainda não será desta...

A ouvir Madness, Muse


...




18 comentários:

  1. Dear Zé, ainda bem que estás cá tu para "Preencher" este blog pah!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é uma reclamação, Mlle.???

      Eliminar
    2. Non, biensur que non, foi para suavizar ainda mais a doçura das tuas palavras!!! :)))

      Eliminar
    3. Je vous remercie, Mlle.
      :))

      Eliminar
  2. as saudades fazem-nos dizer coisas assim, assim, com estas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, ficamos assim, assim a escrever tontices :-)

      Eliminar
  3. Chegas lá... sem dúvida que chegas. Não tenhas pressa, nem receio. Tudo a seu tempo.

    Bom fim de semana :-)

    Beijinho

    (bela escolha dos muse :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :-) bom fim de semana, Sol.
      Beijo

      Eliminar
  4. Até eu fiquei quase sem saber o que escrever :)))
    Gosto deste teu lado Zé! :))

    ResponderEliminar
  5. Apos o assassinato, renasceu como a fenix, mais forte e bela do que aquilo que foi...........


    Num outro registo, tambem eu tinha saudades tuas :-)

    (Desculpa a falta de acentuacao, mas nao existe neste teclado)

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre generosa nos elogios, minha doce Joaninha... :)
      Obrigado!

      Beijo.

      Eliminar
  6. Te echo de menos, corazón calentito :)
    Beso riscado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uiiiii, não me digas essas coisas que fico já amolecido. O coração, claro está!:-)
      Beijo, minha Riscada!

      Eliminar
  7. Anónimo19.6.14

    Não querendo diminuir a tremenda paixão que transborda nas suas palavras, confesso que parei na parte em que a menina está de joelhos :p.
    Muito bom!
    I.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre uma boa opção, como quaisquer outras, aliás! :-)
      Obrigado.
      Bem vinda!

      Eliminar