sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Querem à bruta? À bruta, vai!





De dia para dia as mulheres surpreendem-me. O que é bom, porque anda por ai muito boa gente que se queixa que é sempre mais do mesmo.
E refiro-me, não tanto ao sexo, feliz ou infelizmente, nem sei qual o melhor, mas sim ao comportamento e atitudes das mulheres. Raça surpreendente esta! Deveras! Fascinam-me, é verdade!
O Dear Zé, é atencioso, romântico, carinhoso, meigo, respeitoso e cortês para com as meninas. Mas por estes dias percebi que não posso ser assim tão manso, lhano e afável, porque o que elas gostam mesmo é de porrada e que as tratemos mal.
Tumba! Toma! Calou! Zunga! Não chora! Tás! Sua porca!
Bem diz a sabedoria popular: quanto mais me bates, mais eu gosto de ti! E Dear Zé bate. Sim, às vezes lá tem que ser, à falta de melhor, mas refiro-me mais precisamente de uma boas palmadas nas nádegas, e de maus tratos orais, insultos e uns belos duns minetes.
Vá, mas não pensem que vou agora escrever sobre gravatas e espancamentos e outras cenas mais sombrias. Não! Não vou falar sobre as 50 sombras, que não li, já ouvi falar, e já tive 1, ou 2, ou 3, ou muitas gajas a consumirem-me o juízo falando-me da maravilha que o gajo era. Não falo, recuso-me. Além de que dá um aspecto ligeiramente mariconado estar agora aqui a falar sobre isso, deve ser o mesmo que ir a um concerto do Tony Carreira. Estão a ver?!
De maneira que, de hora em diante, terão um novo Zé. E o tratamento tanto físico como emocional serão igualmente diferentes.
Quanto aqui me chegarem e disserem: ai e tal Dear Zé, és um querido... nem vos deixo deixo falar mais! Foda-se! Deito-a logo sobre as minhas e pernas, levanto a saia ou baixo-lhe as calças, atenção que dou preferência, ou melhor, exijo cuequinha de fio dental, assim nem é preciso baixa-las, e enquanto ela esperneia e barafusta, zás, assento-lhe logo uma palmada de mão cheia! Sossegará um pouco, percebendo que o Dear Zé é fodido! Ruim como as cobras!

Ela choramingará e o Dear Zé passa a mão pelo rabo, suavemente, a fazer uma carícia, a sentir as curvas e duma assentada só, tás, uma nova palmada! Mais uma reclamação e, com a outra mão, Dear Zé tapa-lhe a boca, ela arrebita o rabo e Dear Zé aproveita e tás, tás, umas quantas palmadas.
Porque ela pedinchou e fez beicinho, acaricio-a, acalmo-a, e traço um sorriso de satisfação ao ver a marca vermelha da palma das minhas mãos nas suas nádegas, e por cima da cueca, ligeiramente humedecida, sinto os lábios carnudos e inchados do seu sexo.
Afasto a cueca e ela geme. Tás. Calou! 
Passo um dedo por cima dos lábios. Ela geme. Tás. Eu disse: calou! 
Passo outro dedo por entre os lábios e ela geme. Tás, tás. Não geme! Não faz barulho! E aperto-lhe ligeiramente o pescoço.
De volta aos lábios, perscruto-lhe o desejo e sinto-lhe o grande riacho que brota entre pernas. Com a ponta dos dedos contorno o clitóris teso, aperto-o e fricciono. Não geme! Atenção! 
Meto um dedo. Não geme! 
Afundo outro. Ela empina mais o rabo e tiro-os para fora completamente encharcados. Dentro e fora, meto-os e tiro-os. Com mais força. Mais e mais.
Ela geme e TÁS! Calou... (foda-se que esta até a mim me doeu)
Puxo-lhe os cabelos com força, de surpresa enterro-lhe outro dedo, e digo-lhe com os lábios encostados ao seu ouvido: é assim que gostas, não é minha puta?!
Com a voz a arrastar ela diz que sim e Dear Zé dá outra palmada e ordena: Calou!

E pronto, será assim!
É tudo por agora suas ordinárias!




19 comentários:

  1. uau.... 5 estrelas! top!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ;)

      (muito bem escrito. mesmo. do conteúdo, nem falo. bommmmm)

      Eliminar
    2. Eu não te mandei calar?!
      Rameira!
      Amanhã nem te levantas da cama! Vais ficar toda pisadinha!
      Gostas pouco, gostas!














      ( é só para agradecer o comentário. Shiu...
      Obrigado. As palavras acima, é só faz de conta. Shiu ;) )

      Eliminar
    3. (falei entre parênteses :) não devia contar!)

      Eliminar
    4. Contusões, fracturas, escoriações e outros... mas eu nego tudo! Tu pediste!

      Eliminar
  2. Tens tanto de mau, rude, bruto, violento como de meigo, doce, atencioso, suave, carinhoso...
    E sim, abri esta minha boca de cabra! AGORA BATE-ME!!!

    ohhhhhhhhh MY DEARRRRRR BATE-ME, faz-me sentir tua!!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. CALOU! Aqui não me pedem para bater, aqui o Dear Zé bate quando quiser! Insubordinadas, pah! Queres ver que não tenho mão nelas?! Mau!

      Lamento mas pelas palavras proferidas, e com essa alvura de pele, vais ficar toda negra, também rosada, e até escarlate.
      Cabra que és, terei de recorrer a certos e determinados objectos, para com isso impedir as tuas pinotadas e pretensiosas marradas.
      Anda Cabra, anda!


      Eliminar
  3. ................................................................................................................................................................................................................................................................................................

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda!!!
      Esta aprendeu! Tenham os olhos nela! Tenham suas ordinárias!

      Hmmmm, já deves ter o ar-condicionado ligado e por isso é que não abres a boca.
      Do mal, o menos!

      :))))))))



      ResponderEliminar

      Eliminar
  4. ...traigo
    ecos
    de
    la
    tarde
    callada
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    DEAR ZÉ

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE
    MASTER AND COMMANDER, LEYENDAS DE PASIÓN, BAILANDO CON LOBOS,
    THE ARTIST, TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS,
    ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN
    PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA, JEAN EYRE, TOQUE DE CANELA Y
    STAR WARS...y más.

    José
    Ramón...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ramón,
      Essa bateu forte!

      Saludos

      Eliminar
  5. Eu ia fazer um comentário mas é melhor não!! Isto não está bom para mulheres! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A menina está com sorte porque apenas hoje vi o teu comentário, caso contrário ias logo de rabecada!
      E também porque hoje estou mais bem disposto.
      E porque é a primeira vez que me comentas.
      E porque dizes que és Vício de Mim.
      E porque gosto de meias de liga.
      E porque acordei há pouco...
      :))))

      Eliminar
    2. Estou muito mais descansada :)

      Eliminar
    3. Mau! Assim não!
      Dear Zé não quer ver as meninas descansadas, mas sim, desassossegadas!
      :))

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Hehehehehe, olha quem fala.... :)))))

      Eliminar
  7. Depois do enterro,
    umas palmadinhas fazem tão bem...

    CALOU

    ResponderEliminar