terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Dear Zé a preto e branco




     
     
     

Eu confesso que sou um coração mole - só o coração! - e que seria incapaz de uma atitude destas.
Até poderia ficar ali, somente a observa-la, sem lhe responder, e vê-la agonizar. Mas logo depois encosta-la-ia contra a parede, fixava-lhe o olhar e desabotoaria os primeiros botões da camisa. Suavemente encaminharia os dedos por debaixo do soutien rendado que ela traria vestido e sentiria a rigidez dos seus mamilos. Fá-la-ia arfar beliscando um, e depois o outro, expondo, então, ambos. Com a ponta da língua torneava-os e molhava-os, fazendo-a largar um gemido mais pronunciado.
Volta-la-ia de costas para mim, levantar-lhe-ai a saia aos gomos que trazia vestida, e admiraria os contornos do belo rabo que tinha. Com a palma das mãos desenharia a sua forma  sentindo o veludo da sua pele quente e rosada, e passaria com o dedo indicador pela frincha quente e molhada do seu sexo. Esmagava-a contra a parede e afundava-lhe os dedos sentindo a fornalha que ali incendiava. E só então, ali, depois, lhe perguntaria se ela seria capaz de tratar do resto.

É tudo, de momento.


10 comentários:

  1. Respostas
    1. O quê? O quê?
      Seja mais explícita menina nAm, por favor.
      :)

      Eliminar
    2. a escrita, sobretudo a escrita, ainda que a imagem mental produzida também seja deliciosa :)

      escreves muito bem (ok, eu sei, já me estou a tornar repetitiva)

      Eliminar
    3. Hahaha, a vossa imaginação é que é fantástica minha linda!
      Dear Zé dá uns toques e ludibria-vos, apenas isso!
      Há coisas que em repetição, on n' on, são sempre boas. ;)))

      Eliminar
    4. não me expliquei correctamente. independentemente do conteúdo, gosto da forma, da escrita. escreves bem. não é do registo ser erótico. mesmo que não fosse, é-me fácil (leia-se agradável) ler-te.

      (chega! nunca mais te elogio. pareço um disco riscado :)))

      Eliminar
    5. Quem é que te disse que eu não entendi?! Caralho me foda, tás, tás, tás. Teimosa e convencida!

      Querida, sexo é um dos maiores comércios mundiais. Logo o erótico prende, cativa, e por isso uso-o.
      Acho um exagero dizeres que escrevo bem. Escrevo. Só isso.

      E para finalizar, quem manda aqui sou eu, caralho! De modos que, elogias sim senhor, que o Zé gosta e também se baba.

      Xuac para ti nesse rabinho rosado.
      ;)

      Eliminar
  2. Mas olha que a menina ficou de fornalha quente só com o retirar do lenço... Mais tarde, então... :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como vês há coisas simples, que por serem tão simples, se tornam satisfatórias. ;)
      Pecebe?!!

      Mais tarde é que veio o Zé no seu fato engomadinho e com as suas histórias levou a menina a ficar quente!
      :))))

      Eliminar
  3. és um cavalheiro, zé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre, minha querida. Sempre disposto a agradar-vos! :)))

      Eliminar