domingo, 29 de setembro de 2013

E tu Zé, o que fazes numa tarde de domingo, borraceira e de céu enfarruscado?






Tempos idos, lutava-se por dias como os de hoje, em que se exigia o direito ao voto e a eleger alguém que, em nossa representação, governasse um país, uma terra, uma aldeia.
É por essas e por outras, que numa tarde como a de hoje, não interessa se bem ou mal, em quem ou em qual, exerço e não abdico do meu direito de votar.




4 comentários:

  1. Nem mais. Boa tarde, Zé :-)

    R.

    ResponderEliminar
  2. nem mais, zé. ainda hoje disse e repeti, em vez de direito votar é ou devia ser um dever. mas parece que hoje é simplesmente vista como mais uma obrigação. e das indesejadas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e boas noites, maltinha :)

      Eliminar