quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Um dia, quando eu for um gajo feliz...



... e tiver uns trocos a mais no bolso, compro uma coisa destas, peço-a em casamento, pronto, peço-lhe apenas para vir viver comigo, é mais simples assim. Fodemos que nem coelhos, com ou sem amor, selvagem ou meigo, lá dentro ou ao ar livre, e depois procriamos, talvez tenhamos uns dois ou três catraios.
The END!









Pronto, ok, ok, dou umas festas para o pessoal... ainda antes de começar a procriar.



4 comentários:

  1. É sempre bom ter planos para o futuro :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelos menos é bom pensar no futuro. ;)

      Eliminar
  2. Pá, primaço, eu não quero ser desmancha-prazeres,
    mas tens que ir pra longe!
    Aqui, assim num sítio parecido, assim à primeira vista:
    "não se enquadra no PDM; o local é zona de paisagem protegida; É RAN e REN (reserva agrícola e ecológica nacional);
    não tem área suficiente para não ser infraestruturado; há uma colónia de sapos malabaristas única no mundo que tem que ser preservada; a rede eléctrica não chega lá, nem tampouco a de água e não é legalmente possível colocares painéis solares ou geradores eólicos, nem captares água por furo! por fim, o arquitecto responsável pelo urbanismo não gosta da casa!
    Pronto, eu não queria desiludir-te, mas vais ter que emigrar com ela para um país decente...

    (não te preocupes que a gente aparece à mesma; menos vezes, mas aparece!) ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha Leão, depois dessa tua conversa da treta, nem com um dedito lá ia... foda-se, és um cortes do carago!

      :))))

      Eliminar