sábado, 11 de julho de 2015


Acabei de despedir o meu subordinado, Rafael Souza.
Foi um pouco à bruta, mas há coisas que têm mesmo que ser assim. Curtas e grossas.







Rapaz, obrigado por, em tempos, teres tentado tomar o rumo do "Dear Zé".




(E a malta que por aqui andava, façam o favor de se manifestar! Estais perdoados! Voltai!)




3 comentários:

  1. Tu é que estás perdoado! Tu é que abandonaste o pessoal :-)

    ResponderEliminar