segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

O que vês tu à janela, Zé?



Já vos contei que tenho um telescópio? Já! Foi há muito tempo, mas já contei (espreitem). Esteve uns tempos guardado, esquecido, e ontem, na amargura da solidão, lembrei-me dele, de lhe voltar a dar uso e explora-lo, apenas e tão somente a fim de colmatar os tempos mortos, obviamente!

Então, aqui nos meus pensamentos, tinha ideias de, hoje, ir para casa, dar um tête-à-tête com a D. Arlete, despacha-la, jantar e instalar-me à janela da sala. E esfregava as mãos enquanto congeminava a cena....

Mas, ardeu tudo! Os dias são curtos, vai frio, a malta fecha as persianas cedo, pelo que não me parece que vá ter sorte. Enquanto isso, caríssimos comparsas, deixo aqui uma hipótese do que eventualmente veria se... elas lá estivessem!






14 comentários:

  1. Respostas
    1. Hehehehe, antes safado do que tarado! :)))
      Bom dia, e toma lá esta acabadinhada de ouvir e ver... :)
      http://www.youtube.com/watch?v=6uBK5kvakD8

      Beijoca

      Eliminar
    2. Quem disse que é mau ser safado ;))))))

      Obrigada pela musica, muito, muito bom!!!!!!!

      Beijinho

      Eliminar
  2. Olha que a menina se constipa... Com o frio que faz, nem uma vais encontrar assim. :))

    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há mulheres acaloradas, pelo que, nunca se sabe...
      :)))
      Beijo

      Eliminar
  3. Espero que não mores por perto ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hehehe, parece-me que não. ;)

      Eliminar
  4. No Porto?
    Ao fim da tarde??
    Deves encontrar, deves!
    Com este frio iam todas parar ao S. João, com hipotermia.

    (ou à tua casa, que eu sei que tens lá um cobertor para estas emergências...)

    Abraço! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu trato delas todas, primaço!
      Abraço... vôvô :)))))))))

      Eliminar
    2. Agora, como há gajos que vão passear o cão, eu vou passear a netinha.
      Quem sabe?...
      ahahahahahahahah

      Abraço!

      Eliminar
  5. A vantajem de viver no campo é não ter vizinhos.
    Só mesmo com um telescópio poderosíssimo poderia espreitar a casa dos vizinhos.
    E como a recíproca é verdadeira, isso permite-me «brincar» dentro e fora de casa.

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso não é viver no campo, é viver no deserto, carago! hehehehehehe
      Beijo.

      Eliminar