terça-feira, 9 de abril de 2013

Cartas



" Não me conformo com a ideia de escrever; queria falar-te, ter-te sempre ao pé de mim, não ser necessário  mandar-te cartas. As cartas são sinais de separação - sinais, pelo menos, pela necessidade de as escrevermos, de que estamos afastados. "
Fernando Pessoa


A tocar






22 comentários:

  1. Sabes o nº, podes telefonar :P

    ResponderEliminar
  2. É tão bom receber cartas!

    ResponderEliminar
  3. http://www.youtube.com/watch?v=NZ8jMrDtOUc

    Piroso? que se lixe! eu gosto. :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Tony!
      :))))

      (não é nada piroso, pois não, ó pessoal?)

      Eliminar
    2. Eh, acho que já tinha utilizado esse video algures pelo tasco do Zé :-)))

      Grande Tony, e adepto do grande Belenenses.

      Gosto de receber cartas.

      R.

      Eliminar
    3. Já, sim senhor!
      (Não é nada piroso, pois não pessoal???!!!) hehehe

      Eu tenho-me portado bem, hoje, logo posso extravasar um pouco, mesmo porque este é o meu blog, mas em respeito pelos que me leem, tento evitar.
      Cá vai: Foda-se o caralho! as únicas cartas que recebo são de facturas! Foda-se!
      Vira!

      Eliminar
    4. Piroso? Não, nada, nem um bocadinho. :-)

      R.

      Eliminar
    5. nada piroso, Leão.
      Eu adoro enviar e receber cartas.
      Se bem que a última vez que isso me aconteceu foi lá para 1997 :)

      Eliminar
  4. Já quase não se escrevem cartas. Porém, elas possuem um encanto que não tem paralelo. A letra do remetente, até o cheiro como complemento das palavras...

    Beijinhos e boa tarde a todos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho mais de 200 guardadas. Sim, de amor!
      Sim, da mesma pessoa.

      E é verdade, Malena, o papel era outra coisa!

      Hoje está a dar-me pró sentimento... :)))

      Eliminar
    2. Pudera! Se tens mais de 200 cartas guardadas, da mesma pessoa, é caso para dizer: Cartas de Amor!
      :)))
      Dá lá um rugido senão elas começam já ai a esfregar-se todas. Anda Leão!

      Eliminar
    3. E não é que eu também tenho mais de 200 guardadas e da mesma pessoa!!! :)))

      Bem, vou-me aos 30 do costume! :;)

      Eliminar
    4. Eu também tenho algumas, bem antigas.

      Eliminar
    5. Eu também guardo as cartas do Manuel, (sim, porque nós somos do tempo em que não existia mail) ele é o elemento romântico do casal, eu sou mais, como direi, pedra mesmo.

      Beijo a todos,
      Ana

      Eliminar
  5. um dos filmes da minha vida :)))
    posso substituir a palavra cartas por emails?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yes, my lady! :))
      Bem mais frequentes nos dias que correm, não é verdade?!
      Será que ainda se escrevem cartas? Possivelmente quem estiver em zonas longínquas e fora da nossa cultura ocidental.

      Eliminar
    2. obrigada :) (é o que sinto...)
      claro que sim, que se escrevem, my dear zé. e culturas onde se pensa que tirar uma foto da pessoa é roubar a sua alma, e de certa forma aprisioná-la. e felizmente ainda há sítios onde a cultural ocidental não chegou.

      Eliminar
    3. Eu ainda escrevo ;)

      Eliminar
    4. ... e onde se escrevem cartas. Onde se conta a vida em forma de palavras escritas. onde se mostram sentimentos em figura de letras. Onde se usam palavras que não são abreviadas, que não são chacinadas, violadas e torturadas até à redução de uma expressão.
      Modernices que ainda vão longe. Felizmente. :)

      Eliminar